Quase 4 mil despedimentos colectivos em 2013

Quase quatro mil pessoas foram despedidas até Abril no âmbito de processos de despedimento colectivo concluídos, mais 41,5% que em igual período de 2012, segundo dados da Direcção-Geral do Emprego e das Relações do Trabalho (DGERT).

Até Abril deste ano 3.789 pessoas viram terminado o processo de despedimento colectivo, num universo de 35.158 trabalhadores. Este número traduz um aumento face aos processos concluídos até Abril do ano passado, de 2.677 trabalhadores despedidos.

Para além dos 3.789 despedimentos efectivados até Abril último, pelo menos 3.939 trabalhadores aguardam a decisão do processo de despedimento.

Relativamente ao número de empresas, este ano foram concluídos processos em 388 companhias, um aumento também face a igual período 2012: foram 315 as empresas que concluíram despedimentos colectivos entre Janeiro e Abril de 2012.

No total do ano passado, 10.488 pessoas foram despedidas de um universo de 1.129 empresas.

De acordo com o Código do Trabalho, considera-se despedimento colectivo o efectuado pelo empregador, simultânea ou sucessivamente no período de três meses, abrangendo pelo menos dois trabalhadores se a empresa tiver menos de 50 trabalhadores, ou cinco trabalhadores se a empresa tiver pelo menos 50 trabalhadores, com fundamento em encerramento de uma ou várias secções ou estrutura equivalente ou redução do número de trabalhadores determinada por motivos de mercado, estruturais ou tecnológicos.

fonte:http://rr.sapo.pt/

publicado por adm às 12:09 | comentar | favorito