Desemprego em Portugal cai pela primeira vez em dois anos

A taxa de desemprego desceu para 16,4% no segundo trimestre do ano. É a primeira queda desde que Portugal pediu o resgate.

No final de Junho a taxa de desemprego situou-se em 16,4% da população activa, o que representa o valor mais baixo desde o terceiro trimestre de 2012 e a primeira descida trimestral desde Junho de 2011.

Os números ficaram muito abaixo das estimativas dos economistas consultados pela Reuters, que previam que a taxa de desemprego em Portugal recuasse para entre 17,4% e 17,6%, no segundo trimestre de 2013.

De acordo com os mesmos dados, publicados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), entre Abril e Junho estavam no desemprego pouco mais de 886 mil portugueses, o que significa que há menos 66 mil pessoas sem trabalho face ao trimestre anterior.

"Estes dados estão em linha com os recentes sinais mais positivos dos indicadores de conjuntura. Existem vários indicadores que apontam para uma estabilização da actividade económica ou mesmo uma melhoria, cuja sustentabilidade dependerá também do ambiente político na sequência da apresentação do Orçamento de Estado para 2014 e da oitava e nona avaliações da troika", comentou Paula Carvalho, economista do BPI.

Além da taxa geral de desemprego, sobressaem no relatório do INE outros dois dados importantes: a descida do desemprego de longa duração - cidadãos à procura de trabalho há mais de 12 meses -, que afecta agora 548 mil pessoas; e a queda do desemprego jovem para 37%.

Em relação ao trimestre anterior, o desemprego diminuiu em todas as zonas do país. Algarve (16,9%), Madeira (18,8%) e Lisboa (19,3%) sãos as regiões onde a falta de emprego tem maior dimensão.

Recorde-se que a última revisão do governo português para a taxa de desemprego em 2013 é de 18,2% e foi inscrita no Orçamento Rectificativo.

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 22:27 | comentar | favorito