7 sinais de que precisa de mudar de emprego

O estudo já é de 2013 mas os números são reveladores: de acordo com as conclusões das Gallup, apenas 13 em cada 100 pessoas gostam daquilo que fazem todos os dias. Se sente que setembro é a altura ideal para recomeçar alguma coisa na sua vida, este pode também ser o período certo do ano para rever os seus objetivos e procurar alternativas.

Todos os dias se pergunta o trabalho lhe traz e lhe rouba? Os dados do inquérito feito a trabalhadores de 140 países mostravam que 63% dos inquiridos não demonstrava "compromisso" com o trabalho que desempenhava e que 24% das pessoas estava muito infeliz com as tarefas feitas diariamente.

 

Face aos dados, a Fast Company decidiu pôr mãos à obra e apontar sete sinais de que pode estar na hora de começar a procurar um novo desafio profissional, com todas as mudanças que a decisão pressupõe. Se sente que é desta, veja que identifica os sinais:

1. O ambiente é tóxico: estar todos os dias num lugar onde se sente mal pode significar que esse trabalho tem os dias contados. Muitas vezes é possível fazer pequenas mudanças para tornar o espaço mais simpático e apetecível mas existe sempre um limite. Se o pessimismo está a dar cabo de si, o melhor é pensar nisso porque, muitas vezes, essas condições podem estar a tirar-lhe a energia.

 

2. Perdeu a paixão: sente que a força de todos os dias é uma amostra daquela que tinha nos primeiros tempos da sua carreira e que trabalha diariamente graças aos processos que já interiorizou? Se volta de férias e já conta os dias para as próximas, pode haver algo de errado aí.

3. Já não usa as suas capacidades, sente-se estagnado: "precisa de desafios e de oportunidades de crescimento para continuar a sentir-se motivado, vivo e vibrante", escreve a revista, mas o trabalho tornou-se tão repetitivo que nunca precisa sequer de pensar no que está a fazer? Se sim, talvez esteja a precisar de um abanão.

 

4. Não sente que o seu trabalho seja reconhecido ou premiado: se, apesar de gostar do que faz, parece que ninguém dá por nada, talvez esse seja um dos sinais de que precisava para dar o salto e procurar alternativa. Se trabalha no duro mas sente que ninguém nota o empenho e o impacto do que faz, essa sensação pode influenciar a maneira como se dedica às coisas.

 

5. Perdeu a confiança nos valores da empresa: muitas vezes, apesar de haver fatores de desconforto, muitos trabalhadores continuam a desempenhar bem os seus cargos graças aos pilares da organização. Quando até as bases do negócio estão tremidas, talvez seja altura de mudar.

6. A sua saúde e as suas relações estão a sofrer: sempre que o seu trabalho influencia o seu corpo ou as relações pessoais que mantém na sua vida, esse deve ser também um sinal de alarme. O stress, o cansaço generalizado e a preocupação sempre que se aproxima a data de regresso ao trabalho pós-férias são fatores que devem pesar na hora de pensar em procurar um novo desafio: lembre-se que o seu emprego não deve prejudicar as restantes dimensões da sua vida.

 

7. O seu trabalho não serve de base aos seus objetivos a longo prazo: consegue ver como as suas opções de carreira têm alterado a evolução da sua vida? É importante reconhecer o momento em que o seu trabalho já não lhe oferece condições para o futuro que deseja e os planos que traçou e, sobretudo, se ele é o caminho que quer seguir na sua vida. Mudar de carreira deve estar em cima da mesa: apesar de poder trazer-lhe algum nervosismo, talvez esteja na altura de pensar no assunto.

 

fonte:http://www.dinheirovivo.pt/f

publicado por adm às 21:01 | comentar | favorito