Emigração portuguesa aumenta mais de 50% na Alemanha

A entrada de emigrantes portugueses na Alemanha aumentou 53% no primeiro semestre de 2012, num total de cerca de duas mil pessoas, anunciou esta quinta-feira o departamento oficial de estatísticas alemão, Destatis.

 

A imigração aumentou 15 por cento na Alemanha no primeiro semestre de 2012, em resultado do fluxo de pessoas provenientes de países europeus tocados pela crise económica, de acordo com o Destatis, que divulgou os dados num comunicado.

O saldo migratório (diferença entre as chegadas e as saídas) aumentou 35% no período de Janeiro a Junho, em 182 mil pessoas.

Cerca de 500 mil chegadas (15 por cento) foram registadas, contra 318 mil saídas, segundo dados preliminares.

A maior parte das pessoas que entraram na Alemanha são originárias de países da União Europeia, sublinhou o Destatis, que forneceu uma cifra de 306 mil, um aumento de 24 por cento.

"O destaque no primeiro semestre de 2012 é o forte aumento da imigração dos países da União Europeia, particularmente tocados pela crise financeira", sublinhou o instituto de estatísticas.

A maior parte dos migrantes são provenientes de países da Europa central e a Polónia situa-se em primeiro lugar no ranking (89 mil entradas no primeiro semestre).

"A imigração proveniente da Europa do sul tem números mais baixos, mas regista um recorde na taxa de progressão", indicou o instituto.

As entradas de gregos cresceram 78%, uma subida de 6.900 imigrantes em relação ao mesmo período do ano anterior.

A imigração proveniente da Espanha para a Alemanha também aumentou 53 por cento (cerca de 3.900 pessoas), assim como a portuguesa (2.000 pessoas).

A Alemanha já tinha registado um aumento de 20 por cento da imigração em relação ao ano precedente, que permitiu um ligeiro aumento da população alemã.

fonte:http://www.cmjornal.xl.pt/no

publicado por adm às 22:29 | comentar | favorito